domingo, 3 de julho de 2011

Frases de São José Maria Escrivã de Balaguer

Frases de São José Maria Escrivã de Balaguer

(Barbastro, Aragão, 9 de Janeiro de 1902— Roma, 26 de Junho de 1975) 




“Quando dava a Sagrada Comunhão, aquele sacerdote tinha vontade de gritar: aí te entrego a Felicidade!” (Forja, n.º 267)


“Não abandones a visita ao Santíssimo. – Depois da oração vocal que tenha por costume, conta a Jesus, realmente presente no Sacrário, as preocupações do dia. – E terás luzes e ânimo para a tua vida de cristão.” (Caminho, n.º 554)


“Quando te aproximares do Sacrário, pensa que Ele...há vinte século que te espera.” (Caminho, n.º 537)


“Gosto de chamar “cárcere de amor!” ao Sacrário. Há vinte séculos está Ele ali..., voluntariamente encerrado!, por mim e por todos.” (Forja, n.º 827)


“Sê alma de Eucaristia! – Se o centro dos teus pensamentos e esperanças está no Sacrário, filho, que abundantes os frutos de santidade e de apostolado! (Forja, n.º 835)”


“vai perseverantemente ao Sacrário, fisicamente ou com o coração, para te sentires seguro, para te sentires sereno: mas também para te sentires amado...e para amar!” (Forja, n.º 837)


“Compreendo o teu empenho por receber diariamente a Sagrada Eucaristia, porque quem se sente filho de Deus tem imperiosa necessidade de Cristo.” (Forja, n.º 830)


“É preciso adorar devotamente este Deus escondido. Ele é o mesmo Jesus Cristo, que nasceu da Virgem Maria; o mesmo que padeceu e foi imolado na cruz; o mesmo, enfim, de cujo peito trespassado jorrrou água e sangue.” (Cristo que passa)


“Da falta de generosidade à tibieza não vai senão um passo.” (s. 10)


“É preciso pedir-te mais: porque podes dar mais, e deves dar mais. Pensa nisso.” (SULCOS, 13)


“Quanto mais generoso fores –por Deus-, mais feliz serás.” (s. 18)


“Nós, os que nos dedicamos a Deus, nada perdemos.” (s. 21)


“Gostaria de gritar ao ouvido de tantas e de tantos; não é sacrifício entrega os filhos ao serviço de Deus; é honra e alegria” (s. 22)


“Desde que Lhe disseste “sim”, o tempo vai mudando a cor do teu horizonte – cada dia mais belo -, que brilha mais amplo e luminoso. Mas tens de continuar a diser “sim”.” (s. 32)


“Não te comportes como esses que se assustam perante um inimigo que só tem a força da sua “voz agressiva”.” (s. 39)


“É uma loucura confiar em Deus!..., dizem. – E não é maior loucura confiar em si mesmo, ou nos demais homens?” (s. 44)


“Para nos convencermos de que é ridículo tomar a moda como norma de conduta, basta olhar para alguns retratos antigos.” (s. 48)


“Um conselho, que vos tenho repetido até cansar: estai alegres, sempre alegres. – Que estejam tristes os que não se considerem filhos de Deus.” (s. 54)


“A tua felicidade na terra identifica-se com a tua fidelidade à Ge, à pureza e ao caminho que o Senhor te traçou” (s. 84)


“A santidade, o verdadeiro afã por alcançá-la, não faz pausas nem tira férias.” (s. 129)


“Nem todos podem chegar a ser ricos, sábios, famosos...Em contrapartida, todos – sim, “todos” – estamos chamados a ser santos.” (s. 125)


“Às vezes penso que uns inimigos de Deus e da sua Igreja vivem do medo de muito bons, e encho-me de vergonha.” (s. 115)


“Converte-te agora, quando ainda te sentes jovem...como é difícil retificar quando a alma envelheceu!” (s. 170)


“Diz que não tem tempo?...Muito melhor. Precisamente os que não tem tempo é que interessam a Cristo.” (s. 199)


“Não é tolerável que percas o tempo nas tuas “bobagens”, quando há tantas almas que te esperam.” (s. 224)


“”A oração” é a miséria do homem que reconhece a sua profunda miséria e a grandeza de Deus, a quem se dirige e adora, de maneira que tudo espera d’Ele e nada de si mesmo.”


“A fé é a humildade da razão, que renuncia ao seu próprio critério e se prostra diante dos juízes e da autoridade da Igreja”.


“A obediência” é a humildade da vontade, que se sujeita ao querer alheio, por Deus.”


“A castidade” é a humildade da carne, que se submete ao espírito.”


“A mortificação” exterior é a humildade dos sentidos.”


“A penitência” é a humildade de todas as paixões, imoladas ao Senhor.”


“A humildade é a verdade no caminho da luta ascética.” (s. 259)


“Quem oculta ao seu Diretor uma tentação, tem um segredo a meias com o demônio. – Fez-se amigo do inimigo.” (s. 334)


“Tens que crescer de dia para dia em lealdade à Igreja, ao Papa, à Santa sé...com um amor cada vez mais teológico” (s. 353)
“O diamante lapida-se com o diamante..., e as almas, com as almas.” (s. 442)


“Católico, sem oração?...É como um soldado sem armas” (s. 453)


“Oração: é a hora das intimidades santas e das resoluções firmes.” (s. 457)


“O heroísmo do trabalho está em “acabar” cada tarefa.” (s. 488)


“Os namorados não sabem dizer adeus um ao outro; acompanham-se sempre. Tu e eu amamos assim o Senhor.” (s. 666)


“O “milagre” da pureza tem como pontos de apoio a oração e a mortificação” (s. 832)


“O purgatório é uma misericórdia de Deus, para limpar os defeitos daqueles que desejam identificar-se com Ele.” (s. 889)


“O cristão triunfa sempre do alto da Cruz, a partir da sua própria renúncia, porque assim deixa atuar a Onipotência.” (s. 995)



Um comentário:

  1. Grande santo dos nossos dias, com um espírito católico verdadeiramente vívido que sempre se mostrou veneravelmente obediente ao primado de Roma e à tradição da Igreja. São Josemaria ensina-nos a nós todos a ter um amor, uma estima, pela riqueza de dois mil anos que é Igreja de Roma, pois seus ensinamentos tocam o mais profundo da alma.

    ResponderExcluir

Receba nossas atualizações