sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Frases de santos: São João Vianney (Cura d'Ars)

(São João Vianney (Cura d'Ars). Lion, Dardilly, 8 de maio de 1786 - Ars-sur-Formans, 4 de agosto de 1859)



"Meu Deus, aqui está tudo: tomai tudo, mas convertei a minha querida paróquia. Se Vós não a converterdes, será porque eu não terei merecido. Meu Deus, eu quero sofrer tudo o que queirais, por todo o tempo da minha vida... durante cem anos... e até as dores mais agudas... mas convertei-os..."


"Na alma unida a Deus", "é sempre primavera".

O difamador é parecido com uma lagarta que, passeando sobre as flores, deixa lá sua baba e as suja, 

Nossa língua deveria ser utilizada somente para rezar, nosso coração para amar, nossos olhos para chorar.

Nós somos a obra de Deus. Somos sempre a obra de Deus. Entender isso é fácil; que a crucifixão de Deus seja nossa obra, isso é incompreensível.

O homem foi criado para o céu; o demônio quebrou a escada que levava ao céu. 


Que você diria de um homem que trabalhasse no campo do vizinho e deixasse o seu sem cultura? Mas é isso que você faz. Você se preocupa com os pecados alheios e se esquece de si próprio. 


Como é belo, como é grande conhecer, amar e servir a Deus! Não temos outra coisa a fazer no mundo. tudo o que fazemos fora disso é tempo perdido.


As pessoas do mundo dizem que é muito difícil salvar-se. Ao contrário, não há nada mais fácil: basta observar os mandamentos de  Deus e da Igreja, evitar os sete pecados capitais ou, se preferir fazer o bem e evitar o mal...


Eis uma boa regra de conduta: não fazer senão aquilo que podemos oferecer a Deus. 


É necessário trabalhar neste mundo, é necessário combater. Teremos toda a eternidade para descansar. 


Se nós soubéssemos alimentar sempre o fogo do amor de Deus, pelas orações e pelas boas obras, ele nunca se apagaria. 


O bom Deus nos colocou na terra para ver como vai nossa conduta, e saber se nós O amamos; mas ninguém fica na terra. 


Quando vamos confessar-nos, é preciso compreender o que é que vamos fazer; pode-se dizer que vamos despregar Nosso Senhor da cruz. Uma confissão bem  feita acorrenta o demônio. Os pecados que nós escondemos reaparecerão todos. 


Nossas culpas são grãos de areia ao lado da grande montanha que é a misericórdia de Deus. 


As tentações mais comuns são o orgulho e a impureza;  um dos meios pelo qual se resiste é uma vida ativa para a glória de Deus. 


Não imagine que existe um lugar na terra onde possamos escapar da luta contra o demônio, se tivermos a graça de Deus, que nunca nos é negada, podemos sempre triufar. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas atualizações