quinta-feira, 19 de maio de 2011

Comentário a um comentário de um 'leitor'

Recebemos um comentário no post 'Ensinando o que se deve fazer no Brasil' que segue abaixo para que todos possam ler, reler, refletir e sorrir. Nosso amigo expõem seu raciocínio em tópicos: primeiro, segundo e terceiro. Em cada um dos tópicos ele nos oferece um argumento que contrapõem o que escrevemos nos post acima mencionado. Para respondê-lo vamos desvendar a cada tópico de seu comentário.

Primeiro nosso amigo diz assim:

Primeiro, não são os católicos que salvam o mundo. Na verdade o mundo já está salvo por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Nós católicos sabemos claramente que não somos nós, enquanto pecadores e frágeis criatura, que salvamos o mundo. Senão, única e exclusivamente nosso Senhor Jesus Cristo, que salvou toda a humanidade com sua morte e ressureição. Isso é básico de qualquer catequese e qualquer um que queira se chamar de cristão tem que acreditar nisso. Sabemos, portanto, que só Cristo quem salva o mundo, mas no argumento o que quiz dizer, e Gilber Keith Chesterton concordaria comigo, é que o edifício da fé católica tem quer ser tão coerente e claro que se referimos que Cristo é Católico e os Católicos são de Cristo estariamos dizendo a mesma coisa, portanto, se dissermos que são os católicos quem salvam o mundo não deixaríamos Cristo de fora, se não que, nós, enquanto membros do corpo místico de Cristo, salvamos o mundo com ele.

Segundo, a união estável entre homossexuais não é problemática para a doutrina da Igreja Católica. O problemático consiste no direito de homossexuais adotarem crianças por questões profundas de natureza antropológica.

Aonde este sujeito vive? Só pode ser na lua. Como assim meu caro amigo? A união estável entre homossexuais é justamente o grande problema contra a Doutrina da Igreja Católica. A Igreja toma a peito a defesa da família como a união natural de um homem com uma mulher. A Igreja só afirmar o que é senso comum e pode ser visto claramente na natureza. Na natureza existe o macho e a fêmea, Homem e Mulher. Não existe uma terceira opção ou alternativa. Isso sim é que é uma criação cultural. Homossexualismo é uma criação ou deformação cultural, não é algo normal na natureza.

Ele diz, ainda, que "o problemático consiste no direito de homossexuais adotarem crianças por questões profundas de natureza antropológica." Um problema decorre do outro. Porque é problemático os homossexuais adotarem uma criança? Só pode ser porque eles não tem a estrutura natural para ajudar a uma criança a se desenvolver de forma saudável, a criança não terá as referências de pai e mãe. 

Terceiro, a união estável de homossexuais não atrapalha tanto a vida matrimonial quanto o excesso de trabalho que muitas vezes impede a convivência familiar, uma má formação da idéia do que seja o sacramento do matrimônio e a vaidade de alguns "cristãos" que se julgam superiores aos outros, crendo que têm que aparecer para o mundo rejeitam a vida comunitária na qual se constrói o reino de Deus pouco a pouco. Não adianta sair gritando como se estivesse sozinho. a vida cristã começa na vivência da comunidade na qual o transbordamento d a caridade transforma o mundo.ele

Agora nosso amigo nos dá uma aula de que os homossexuais irão cuidar de suas "familias" melhor do que os que não são. Você quis dizer que os homossexuais não precisam trabalhar ou irão trabalhar menos para poder cuidar melhor dos afazeres de casa e da família? Eles devem ser muito ricos então. Meu amigo, o sacramento do matromônio é algo muito belo e digno. Nele Deus confirma o amor que um homem e mulher sentem um pelo outro. Nele um homem e mulher reafirmam e solidificam o desejo unirem-se para gerar uma família. É algo tão belo e grandioso que, infelizmente, excede a comprensão de muitos que vêem os outros apenas como objeto de prazer.

A Santissíma Trindade é comunidade de amor entre o Pai, Filho e Espírito Santo. Cristo ama sua Igreja. Nós católicos temos que amar uns aos outros. Cristo quem nos ensina isso: “amai-vos uns aos outros como eu vos amei.” (São João 13,34). "Sendo humildes, os cristãos de outrora podiam fazer alarde de si mesmo; nós, como somos soberbos, não ousamos destacar-nos." Ortodoxia, G.K. Chesterton.

Dizer a verdade não é ser soberbo ou orgulhoso. Dizer a Verdade, na verdade, é ser humilde o suficiente para saber que não se deve dizer nenhuma loucura que criamos por vaidade.

Segue aqui o comentário completo para apreciação dos Amigos da Cruz:

Primeiro, não são os católicos que salvam o mundo. Na verdade o mundo já está salvo por Nosso Senhor Jesus Cristo. Segundo, a união estável entre homossexuais não é problemática para adoutrina da Igreja Católica. O problemático consiste no direito de homossexuais adotarem crianças por questões profundas de natureza antropológica. Terceiro, a união estável d ehomossexuais não atraplah tanto a vid amatrimonial quanto o excesso de trabalho que muitas vezes impede a convivência familiar, uma má formação da idéia do que seja o sacramento do matrimônio e a vaidade de alguns "cristãos" que se julgam superiores aos outros, crendo que têm que aparecer para o mundo rejeitam a vida comunitária na qual se constrói o reino de Deus pouco a pouco. Não adianta sair gritando como se estivesse sozinho. a vida cristã começa na vivência da comunidade na qual o transbordamento d a caridade transforma o mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas atualizações